sexta-feira, 16 de outubro de 2015

O PUM

O PUM OU
A FLATULÊNCIA

“A flatulência tem gerado piadas, folclore, etiqueta, e até mesmo tem sido proibida por lei, mas pouco estudo tem sido feito sobre ela “ – já dizia a revista Hypescience.

Quando realizava pesquisas para esta matéria descobri muitas coisas interessantes que não sabia e agora passo para vocês.

Encontrei vários livros falando sobre o assunto até um blog.

Sabiam que os vulcões de lama que produzem grandes quantidades de gás metano, são os peidorreiros da natureza?

Plínio, (O Velho), Demócritus, Geoffrey Chaucer, Benjamin Franklin, Mark Twain e Aristófanes escreveram sobre o assunto.


Antigamente pum chamava-se peido. Essa palavra mais feia era dita até por Aristófanes que já fazia piadas com o assunto, isso em 423 a.C.

Os Romanos nem se fala, eram muito sem higiene e comiam muita carne de cordeiro, porco e tudo que provocam os gases. Eles consagravam suas latrinas à deusa Cloacina.

Até Hitler era um grande soltador de puns, fora os tiros que dava durante 2ª Guerra Mundial. Parece que sofria com medicamentos que tomava para outros males.

 Hoje sabemos que 99% do gás intestinal é composto de nitrogênio, oxigênio, dióxido de carbono, hidrogênio e metano, mas todos os gases, exceto oxigênio e nitrogênio, resultam de processos do próprio intestino. O curioso é que nenhum destes gases tem cheiro: o odor do peido é resultado de traços de outros gases produzidos por bactérias intestinais.” Revista Hypescience


Para evitar os puns diários, faça uma dieta saudável com pouca gordura, mas rica em fibras e em carboidratos.

Evite comer: feijão, ervilhas, lentilhas e soja, entre outras, são causadoras de gases.

Descobri uma dica prática e com bons resultados, por exemplo, é deixar o feijão de molho durante a noite, antes de cozinhá-lo. Mas com um calor desses não aconselho ninguém a fazer isso, ele irá azedar, com certeza.
Nunca fique prendendo os gases, solte-os. Ficar retendo-os pode até provocar doenças.
Não fique pensando em causar grande desconforto ou um constrangimento social.

Tem pessoas com intolerância à lactose é outra causa importante de flatulência ou quando ingerem comida ou sucos adoçados com açúcar de frutas (frutose) ou adoçante artificial.

Uma boa dica é reservar um tempo para fazer as refeições num lugar tranquilo, nunca à frente da TV. Mastigar bem e não falar enquanto come.

É bom também procurar alimentos ricos em fibras e tomar  bastante líquido.

Por outro lado tem pessoas que não podem comer pães, massas, batata doce, cebola, rabanete, aipo, berinjela e germe de trigo. Além de repolho, o maior vilão, brócolis, Ervilha, cebolas, couve-flor, lentilha, milho; pepino, nabo, abacate, melão, melancia; iogurte e ovos que com certeza aumentam a produção de gases.

Exercícios fazem bem, andar é sempre saudável, pois estimula os movimentos intestinais.

Quem fica sentado o dia inteiro vai ter: Inchaço abdominal; Barriga dura; Flatulência; Prisão de ventre; Cólica intestinal.

Ler o Facebook ou a internet todo dia pode causar flatulências, levante da cadeira do computador e vá viver a vida.

E para os jovens aconselho não mascar chicletes para não engolir ar o que provoca gases nos intestinos.

O refrigerante ou bebida com gases nem precisa dizer, devem evitar.

Agora para acabar com todo esse sofrimento é muito fácil: faça um chá de funcho com erva cidreira, e tome várias vezes ao dia.

Dizem que massagem abdominal é bom para evitar o acúmulo excessivo de gases que pode provocar dores muito agudas.

Beber um suco laxante de laranja batido com mamão e aveia, e tomar várias vezes ao dia, para facilitar a eliminação das fezes que podem estar causando os gases;

E se nada disso não resolver, tome um Luftal, com receita médica.


Manoel Amaral

Lembram deste desenho?
https://www.youtube.com/watch?v=PuQZz51b46o

quinta-feira, 1 de outubro de 2015

VENENOSA

VENENOSA

Imagem Google


Há uns tempos não combinava mais com o marido. Viviam brigando.

Tudo era motivo para discussão. Senhor Toninho já não aguentava mais, estava cansado de tanta confusão.

Não podia nem sair e tinha que dar explicações para onde ia e que horário voltaria.

Aquilo se foi tornando crônico, até para ir a farmácia comprar os seus remédios e os dela, havia uma longa conversa.

Se chegasse atrasado do banco, do supermercado, por conta das filas, o xingatório era certo.

E ali entrava tudo sobre o relacionamento dos dois. Ciúmes, ciúmes e mais ciúmes. Ela estava transtornada. Seria por causa dos remédios?

Ela dizia que era por causa da mocinha do caixa dois do supermercado. Uma loirinha muito atenciosa com os idosos, nada de mais.

Até para dormir, devido a sua agitação, tinha que tomar um medicamento em cápsulas.

E ela morreu misteriosamente, para a polícia foi morte natural. Sofria de diabetes.

Osvandir resolveu investigar aquele caso. Solicitou uma autópsia do corpo e ficou constatado morte por envenenamento por cianureto.

Aquele veneno causa parada respiratória e debilita o sistema nervoso central.

Agora era saber como foi que tudo aconteceu.

Pega um documento aqui, outro dali e achou um texto marcado,
no quarto, de uma revista que dizia o seguinte:

A Mandioca Mansa e a Mandioca Brava

“Melhor, se arrepare: pois num chão, e com igual formato de ramos e folhas, não dá mandioca mansa, que se come comum, e a mandioca-brava, que mata? Agora, o senhor já viu uma estranhez? A mandioca doce pode de repente virar azangada - motivos não sei; às vezes se diz que é por replantada no terreno sempre, com mudas seguidas, de manaíbas - vai em amargando, de tanto em tanto, de si mesma toma peçonhas. E, ora veja: a outra, a mandioca-brava, também é que às vezes pode ficar mansa, a esmo, de se comer sem nenhum mal. (...) Arre, ele (o demo) está misturado em tudo (2001, p.27)
(Grande Sertão: Veredas- Guimarães Rosa)”

Pesquisando mais um pouco Osvandir ficou sabendo que o Cianureto pode ser conseguido das folhas da mandioca.

Na gaveta do quarto ainda encontrou quatro cápsulas do remédio onde foram colocado cianureto em pó.

Encerrada as investigações tudo foi ficando mais claro. O velho já não aguentava mais aquela velha.

A Polícia prendeu o marido como principal suspeito.


Manoel Amaral