sábado, 1 de agosto de 2015

TAMANHO NÃO É DOCUMENTO

TAMANHO NÃO É DOCUMENTO

O jovem descia a rua, pesquisando os números, iria comprar hidrogel com uma amiga.

Nem sabia da procedência, estava mais barato, para ele era isso que contava no momento de crises no país.

Aproveitou, passou numa farmácia mais próxima e comprou também uma microcânula, descartável, para injetar o medicamento.

No início doeu muito, mas explicaram para ele que era assim mesmo, depois viriam os sangramentos e inchaços. Não tinha nenhum conhecimento técnico para aquilo. O profissional habilitado para fazer o procedimento é um médico, de preferência um cirurgião plástico ou um dermatologista com treinamento em técnicas de preenchimento do corpo.

Só que ele não explicou para a vendedora onde iria fazer a aplicação.

Nos primeiros dias a sua namorada sentiu um grande volume no órgão. Até achou melhor a relação do que das noites anteriores.

Ele ficou satisfeito com o desempenho. Mas aquilo estava incomodando muito.

Na verdade o hidrogel é usado para aumento de volume em regiões como o bumbum e as coxas. Também é usado para o preenchimento de linhas e rugas no rosto e no pescoço.

No pênis ninguém nunca tinha experimentado e ele não tinha experiência nenhuma no caso e acabou pegando vasos, causando vários trombos que caíram na circulação sanguínea, foram até o pulmão, causando um quadro de embolia pulmonar.

Com aquele negócio muito roxo e passando muito mal, foi internado, mas não sobreviveu, sofreu uma parada cardiorrespiratória.

A namorada não estava nem aí. Não compareceu ao enterro que foi muito comentado nas redes sociais e serviu de piadas por muito tempo.

Não use medicamentos quando não sabe dos resultados finais. 
Tamanho não é documento.

Manoel Amaral


Nenhum comentário:

Postar um comentário