terça-feira, 21 de julho de 2015

SEIS TONELADAS DE MACONHA

SEIS TONELADAS DE MACONHA


Imagem Google, puramente ilustrativa

Seis toneladas de maconha apreendida agora de manhã de 21 de julho de 2015, em Pará de Minas, próximo a Divinópolis.

Achei um absurdo! Aí fui consultar o Senhor Google, pura inocência, isso já vem acontecendo há muito tempo em todo país.

Não mencionam mais quilos e sim tonelagem. De carreta, de barco, ônibus, avião ou de carro, todo tipo de veículo eles usam. Não achei em trem porque não tem, se tivesse o peso seria muito maior.

Não tem como esconder mais, é droga por todo lado.

Essa de hoje foi encontrada na Zona Rural em um paiol. Em vez de milho acharam os famosos tabletes do tamanho de um tijolo.

Estava ocupando um espaço muito grande naquela construção rústica lá  no meio do mato.

Rastos de pneus de caminhão ainda se via no local e significava que estava pesado pelo o afundamento da grama.

Os fazendeiros não sabiam informar quem era dono do “material”.

Foi uma apreensão da polícia que há muito tempo vinha monitorando a rota desta erva maldita.


Manoel Amaral

quinta-feira, 16 de julho de 2015

LIVROS MAIS LIDOS DO MÊS


LIVROS MAIS LIDOS NO CONGRESSO E SENADO

Jardim secreto da Câmara

Floresta encantada do Senado

Minha vida fora de série – na Política


A mágica da arrumação das contas


Cidades de papel, Orçamento Federal

A herdeira desta velha democracia


Como enfrentar o mal do século: A Corrupção 


Eu fico loko com a Oposição

Diário de Deputado - Saindo da estrada

Número zero, votos que vão ter

Toda luz que não podemos ver, APAGÃO!

Correr ou morrer
A Política é um Reino animal

Brasil: uma biografia não autorizada

Bela cozinha do Supremo

O poder da ação

O velho príncipe

A seleção do Brasil


O mundo da corrupção

Nota: Pesquisa do mês de junho de 2015

segunda-feira, 13 de julho de 2015

TROPICÁLIA - O PAÍS DAS MARAVILHAS

TROPICÁLIA - O PAÍS DAS MARAVILHAS

Este país ao sul da África está nos seus melhores dias. Hoje mesmo o presidente conseguiu fechar negócios com grandes exportadores da China para comprar carne bovina e frango.
Abaixo alguns detalhes do país das maravilhas:

1 - Fado, Forró e Funk
O país é uma mistura de tudo. Todos os ritmos são rodados, e o povo aprecia aquilo tudo em CDS, DVD vendidos nas feiras das cidades.

2 - Putas, Transvestis e Prostituição
Elas ou eles ficam na beira da estrada, nos postos de combustíveis tentando conseguir algum dinheiro com programas.
3 - Morangos, Pimentões e Tomates,

São os que têm maior índice de agrotóxicos, mas o povo continua comprando assim mesmo.

4 - Frango, FriVaca  e Peixe
Agora já se fala até em carne de cachorro e cavalos. O povo está faminto e cada vez pede mais. O FriVaca está exportando a maior parte de sua produção. Os frangos congelados têm mais de 30% de gelo, que é incluído no peso para o consumidor. Peixe virou produto de rico, só podem comer sardinha e o bagre africano, que são mais baratos.

5 - Cebolas, Cenouras e Batatas
No alto da serra produz Cebolas, Cenouras e Batatas. Mas ali o trabalho do menor é explorado. Eles vão atrás das máquinas apanhando as plantas que não são alcançadas. Muitas mulheres ali trabalham e ganham uma ninharia.

6 - Ovo e Uva boa – Vinho
As granjas estão vendendo os ovos com altos preços. Seriam ovos de ouro?
As plantações de uvas estão rendendo um bom dinheiro com a exportação de vinho.

7 – Melões, Melancias, Cruá, Melão-caboclo, Jamelão

Os melões, melancias, Cruá, melão-caboclo, jamelão  são produzidos nestas terras, de pouca chuva, grande parte pode ser utilizado para exportação.

8 - Alface, Salsa e Chuchu (Cerveja)
E agora que estão utilizando o chuchu para fabricar a cerveja, o consumidor não vai mais comer o dito cujo. Teremos que ficar na alface e a salsinha.

9 – Aveia, Milho e Trigo
O terreno é pródigo, produz o milho, a aveia e o trigo.

10 - Etanol, Gás e Petróleo
No país das maravilhas tem muito álcool combustível e pouco petróleo. Só agora estão explorando o gás. Existem canaviais por todos os lados.

11 - Mandioca, Cachaça e Carne de Porco
Quem é que não quer passar num bar e pegar uma porção de mandioca frita, um dose de cachaça, bem como uma carne de porco?
Não podemos esquecer do torresminho...

12 – Teatro, Literatura e Cultura
Aquele país não tem leitores, livros são escritos aos milhares todos os anos, mesmo sem incentivo do Governo Federal. Os teatros estão quase todos vazios. O povo não quer saber de cultura.

13 – Água: Outorgas e as Empresas
Depois de anos explorando o povo e sem nenhum investimento na área, as empresas detentoras do direito de uso da água agora estão devolvendo para os municípios o abacaxi. Rede de esgoto? Praticamente nada foi feito em obras. Os rios estão completamente esgotados. As outorgas para as empresas pagam uma ninharia, quando pagam. As mineradoras estão poluindo os rios e nunca recuperam o meio ambiente, bem como as empresas que retiram areia dos mesmos.

14 – Dengue, Caxumba e outras doenças
Aqui aparece todo tipo de doenças: caxumba, dengue e muitos outras que estão voltando.
Os carrapatos dos cavalos têm picadas mortais. As capivaras agora livres, beirando os rios também são hospedeiras destes insetos.

15 – Laranjas, mangas e outras frutas.
As laranjas estão por todo lugar e as mangas também, inclusive as de boa qualidade para exportação.

16 – Partidos, Políticos e Propinas -PPP
Por todas as cidades, estados e na capital federal estão infestados de políticos que vivem de propinas.

17 - Drogas, Tráfico e Riqueza
O país está afundado em dívidas, mas o tráfico cada vez tem mais dinheiro para gastar, subornando todo mundo.

18 – O País das Maravilhas
Este é TROPICÁLIA - o país das maravilhas. Os turistas acham que ali tudo pode ser feito. O que eles não podem fazer nos seus, vão até lá para fazê-lo.


Manoel Amaral

domingo, 12 de julho de 2015

MEGA SENA DE SÃO JOÃO


MEGA-SENA DE SÃO JOÃO

“A vida é uma loteria gigante, da qual só se vêm os ganhadores.” Fran Lebowitz

Osvandir estava pensativo, triste e sem palavras, mais uma Mega-Sena de São João e nada.

Antes estudou vários números, fez combinações, consultou a numerologia, avaliou bolões, marcou alguns pontos e sonhou: desta vez vou ficar rico!

Mas o jogo só trás benefício para a caixa (Governo); vejam só este resultado: foram distribuídos em prêmios apenas R$ 40.781.877,95.        
Dizem que 54% da renda dessa loteria são destinadas "ao custeio de diversos programas sociais."

Nunca vi prestação de contas da Caixa ou de nenhuma dessas entidades.

Em nosso país existe um rolo compressor direto para a corrupção, tudo encobre e tudo arrecada em favor de um grupo do poder.

Fazer bolão é besteira, vejam só o caso da maioria, um senhor fez uma única aposta, de R$2,50 e levou um prêmio de R$65.823.888,16.

É bom lembrar que o rateio é o maior que já houve até agora.

Caro leitor, não se iluda, vá trabalhar, sonhar com os milhões é até bom, mas a realidade é outra. Muito difícil ganhar, veja só o percentual: existem “50.063.860 (cinquenta milhões sessenta e três mil oitocentos e sessenta) modos diferentes de se escolher os seis números de 1 a 60, ou seja: 0,000002% de chances de acertar.”

Então, respire fundo, pegue a enxada, a caneta, a mochila, o computador ou qualquer outro instrumento de trabalho e comece a trabalhar. É mais fácil ficar rico com o seu trabalho do que ganhar na Mega-Sena ou qualquer outro jogo da Caixa!


Manoel Amaral

quinta-feira, 9 de julho de 2015

A MANDIOCA II

A MANDIOCA II

“Presidenta Dilma faz um culto a mandioca e revela a existência de uma nova subespécie humana: a mulher sapiens.” Senador Aloysio Nunes

O primeiro texto fez muito sucesso, mas muitos reclamaram que não tinha nenhuma receita da Vovó.

Pesquisando no velho caderno de minha mãe, encontrei várias de mandioca, isto é, de polvilho.

Com polvilho podemos fazer biscoitos, bolos, pudins, molhos, na área  industrial alimentos processados, têxteis, papel, tintas, medicamentos.

O polvilho azedo, é utilizado para fazer biscoitos doces e salgados, e o popular pão de queijo.

A mandioca produz raspas, farinhas de raspas, pellets e álcool. Outros produtos regionais beiju, tapioca, carimã ou massa puba, tucupi e tacacá.

Com polvilho azedo, podemos fazer produtos de confeitaria, na forma de biscoitos, sequilhos, pão-de-queijo e bolos.

Bolo de Aipim
Pode ser bolo de macaxeira, bolo de mandioca, ou seja lá como costumam chamar onde você mora. Não importa. O que interessa é que ele é muito fácil de fazer e muito gostoso.

Ingredientes
1 kg de aipim (mandioca ou macaxeira)
3 xícaras (chá) de açúcar
100 g de manteiga
200 ml de leite de coco
1 pacote de coco ralado
1 pitada de sal
1 xícara (chá) de leite
3 ovos

Como fazer
Ralar a mandioca descascada do lado grosso do ralador.
Coloque no liquidificador, o aipim, o leite, os ovos, o leite de coco e a manteiga.
Bata tudo em velocidade média por 1 minuto.
Acrescente o açúcar, o coco ralado e o sal e bata mais um pouco.
Despeje o creme em uma forma redonda e coloque a massa no forno por 35 minutos ou até que colocando o palito ele saia limpo.

Está aí a receita para todos

Manoel Amaral

Para ler a parte I da Mandioca: