segunda-feira, 12 de maio de 2014

BOB ESPONJA, PATRIC E LULA MOLUSCO

Imagem Google


E Bob Esponja tomou uma decisão: largaria aquele bar, junto com seu amigo Patric e Lula Molusco, resolveram subir para a superfície.

Depois de muitas bolhas avistou terra, terra que não acabava mais.

Ali aportando no continente, viram uns humanos quase pelados.

Os habitantes perguntaram pelos navios, os brindes, a comida e outras quinquilharias. Bob ficou surpreso, eles falavam a sua língua.

--Quem são e onde estamos ?

Disseram que eram os Canindés e que o local era a Terra de Santa Cruz.

Patric, o seu melhor amigo, encontrou um bom lugar para morar. Uma casinha redonda, como a sua, toda coberta de uns finos fios, um Senhor informou que era capim Sapé.

Lula Molusco ficou sabendo que tinha um índio muito parecido com ele nestas boas  terras das mulheres peladas.

Eles, os nativos, informaram ainda que haviam outras comunidades para dentro do continente.

Ficaram com aqueles anfitriões por alguns dias e depois partiram em busca do ouro perdido, isto é, da esperança perdida. Só que eles não podiam afastar-se muito das praias, pois toda hora deviam tomam um bom banho para recuperar as forças.
O Bob não estava nem ligando, mas seus companheiros não aguentavam nem um quilômetro sem entrar na água. Patric era o mais prejudicado.

Até que Lula Molusco estava adaptando-se bem naquelas terras. Com quatro tentáculos, subia morros e pulava pedras, com muita disposição.

Ao longe avistaram uma comunidade, bem maior que a do fundo do mar. 
Imaginaram: é ali que vamos passar uma boa temporada.

Lá chegando o Lula Molusco foi logo perguntando pelo índio seu Xará, mas ele vivia em outra tribo, muito longe dali.

Patric  estava muito feliz, arranjou muitos amigos humanos por ali. Corria na praia, voltava até onde estavam  morando.

Aquele reino não era o do seu mundo, ali tinha muitas mulheres bonitas, comidas a vontade, sem precisar trabalhar.

Até o Bob Esponja, que sempre vivia fabricando hambúrguer, agora adorava uma soneca naquelas redes.

O chefe “Beiço Comprido” da tribo dos Canindés ficara para trás, agora por aqui o cacique era “Boi Deitado”. Bonachão, não queria saber de briga com ninguém. Gostou daqueles três novos amigos.

Mas muita calmaria é sinal de perigo, uma tribo de índios antropófagos aproximava da região.

(Continua...)


Manoel Amaral

Visite estes sites
http://www.osvandir.com.br/
http://osvandir.blogspot.com.br/
www.casadosmunicipios.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário