domingo, 6 de abril de 2014

A TELA QUEBROU

Imagem Google


Aquela mocinha estava apavorada! Comprou o smartphone há poucos dias e a tela apareceu com um trinco. Pequeno mas incomodava, no entanto o aparelho ainda funcionava.

Agora o trinco aumentou e na manhã seguinte rachou como um para-brisa de veículo. Ninguém entendeu como ele ficou assim, por que queda não houve.
A mãe no mesmo dia procurou a empresa que o vendeu e recebeu a triste notícia que a garantia não cobria aquele acaso.

E olha que eles ainda fazem venda casada! A tal de garantia estendida, pura venda de seguro.

Aí todo mundo ficou intrigado e foi consultar a internet e ali encontrou várias reclamações do mesmo tipo.

Outro cliente reclama: “Do nada, outro dia ele apareceu com visor mais quebrado, bem no meio, de cima a baixo, não funcionava mais pra nada. “

Numa das respostas a empresa apresentou um texto contraditório: “a tela (Gorilla Glass), ela está menos propensa a quebrar em caso de queda e é mais difícil de arranhar porém, dependendo da força mecânica ou queda, poderão causar danos a tela.”

Sem falar que as assistências cobram um absurdo para trocar a tela, quase o preço de um aparelho novo. Seria óptimus todos procurarem outras para conferir outro orçamento.

Na internet estão oferecendo telas por preço baixo, não entendemos como o conserto poderia ficar tão caro.

O que fazer? Procurar o PROCON, se não resolver ir direto para o JUIZADO DE PEQUENAS CAUSAS. E lá está cheio deste tipo de reclamação.

Esqueci-me de dizer para vocês: a tela do smartphone tem o sugestivo nome de Gorilla, justo aquele animal tão forte.

Olha só o que disse a empresa numa das respostas aos clientes: “tela desenvolvida para ser resistente a determinados tipos de dano. Porém, a tecnologia se resume em ser mais resistente do que telas comuns, além de proteger a tela a longo prazo (arranhões, sujeiras e desgaste natural, por exemplo). Isto não significa que a tela será resistente a qualquer dano.” ( O grifo é nosso).

A maioria dos clientes estão decepcionados com a propaganda enganosa do produto.

Alô, alô!

Manoel Amaral

www.casadosmunicipios.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário