quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

OSVANDIR E A BOLSA DOURADA


OSVANDIR E A BOLSA DOURADA
Imagem Google

Osvandir vinha descendo a rua principal de sua cidade quando vislumbrou alguma coisa, próxima de uma árvore, no canteiro da praça.

Parou, olhou e pensou: por que estaria, uma bolsa tão bonita, abandonada ali naquele local?

Apanhou-a, verificou, não estava com documentos, parecia vazia. Mas quando Osvandir começou a examiná-la, notou num bolso um pequeno papel com um número de telefone e escrito em cima Márcia.

Examinando melhor achou num fundo falso qualquer coisa tipo papel.

Com a ajuda de um canivete conseguiu cortar a costura e uma surpresa: quatrocentos reais em notas novas de cem.

Pensou até tratar-se de dinheiro antigo, mas não, era o real mesmo. Seriam notas falsas? Também não eram.

Preocupado com aquilo tudo resolveu telefonar para Márcia cujo número de telefone estava num pedaço de papel num dos bolsos.

Ligou, ela informou que não tinha perdido bolsa nenhuma, mas pelas características parecia ser uma bolsa que sua amiga Michelle havia perdido esta semana. Prontamente informou um número de telefone dela.

Osvandir estava mesmo disposto a resolver o problema ligou para o novo número e uma voz fina, parecendo de criança,  surgiu do outro lado:

-- Procurando quem?
-- Michelle, desejo falar com ela – disse Osvandir.
-- Vou chamá-la.
-- Alô, quem me procura? O que deseja?
-- Michelle, sou Osvandir, recebi este número de sua amiga Márcia. Ontem estava descendo a rua principal e encontrei no jardim uma bolsa muito bonita, meio dourada. Estilo chique, parece ser cara.

Com aquela simples descrição do objeto Michelle já foi logo respondendo:
-- Olha Osvandir, estes dias perdi uma bolsa, com todos os documentos e alguns reais, próximo de uma sorveteria, quando lá parei para apreciar um novo sabor de açaí. Pela sua descrição parece ser esta, mas é um pouco longe deste local onde você a encontrou.

-- Vamos fazer o seguinte, marcamos um local e você vem ver se é esta mesmo a sua bolsa perdida, ok? – disse Osvandir, já um pouco aliviado.

Marcaram encontro na mesma sorveteria onde havia perdido a dita bolsa, para o mesmo dia.

Algumas horas mais tarde, Osvandir chegou ao local e lá estava uma linda jovem olhando para um lado e para outro.
-- Michelle?
-- Sim. É o Osvandir?
-- Sou. Pois então, a bolsa é esta. Mas não contei toda a história, no fundo falso encontrei estas notas de cem que somam quatrocentos reais.
-- Este dinheiro não é meu. Lá tinham no máximo uns cinquenta reais.
-- O que faço com ele?
-- Dê para uma pessoa que estiver precisando...
-- Está certo, vou procurar uma pessoa hoje ainda.

Ali na sorveteria saboreando uma verdadeira mania nacional, o açaí, os dois conversaram muito e Michelle disse para ele:

-- Olha Osvandir, você tão inteligente, descobriu o dinheiro num fundo falso que nem eu, dona da bolsa sabia, não ficou sabendo em que esta bolsa pode se transformar.
-- Estou começando a ficar curioso...

Com um simples apertar de mão de um lado e afundamento de outro ela se transformou numa...

-- Bolsa de supermercado...
-- Olha só que coisa mais interessante...
-- Pois é Osvandir, você não explorou todas as possibilidades de um simples objeto.
-- Pode ter certeza Michelle, de agora em diante ficarei mais atento.

E num apertado abraço se despediram, cada um dirigiu para o seu carro. Dias se passaram até que Osvandir recebeu um telefonema:
-- Caro amigo, não há de ver que perdi novamente a mesma bolsa?
-- E você quer encontrar-me onde?

Manoel Amaral

Um comentário:

  1. MELHOR SITE DE VENDAS http://www.mercadozets.com.br/

    VENDE DE TUDO

    BOLSA

    http://www.mercadozets.com.br/ListaProdutos.asp?texto=bolsa&IDCategoria=110
    BEBÊ/INFANTIL

    http://www.mercadozets.com.br/ListaProdutos.asp?idCategoria=110

    VENDE DE TUDO TEM BERÇO ELETRONICOS CELULARES TV NOTEBOOK COMPUTADOR ACESSORIOS PARA CARROS BRINQUEDOS ARTIGOS INFANTIS E MUITO MAIS

    ResponderExcluir