quarta-feira, 26 de setembro de 2012



ROUBARAM OS COMPUTADORES DAS ESCOLAS

Ligo a TV e vejo/ouço, que mais 60 computadores foram surrupiados de uma escola pública.

Parece até que os ladrões tem convênio com o governo.

É só comprarem novos computadores e aparecem os larápios para furar a parede, saltar o muro, pular a cerca, arrombar o portão ou pura e simplesmente entrar sem deixar vestígios de arrombamento, o que é muito suspeito.

Já encaminhei a vários municípios projeto de lei para colocação de um chip localizador por GPS nos computadores e equipamentos das escolas.

É coisa simples. Em cada um seria colocado um aviso que o equipamento está dotado de chip, o que  invalida a venda.

Até em animais domésticos e nos seres humanos estão fazendo isso.

A possibilidade de furto, especialmente de computadores públicos, também assusta a todos. Para garantir a localização mais rápida, cada vez mais pessoas apostam na microchipagem.

“O microchip é do tamanho de um grão de arroz e nele ficam guardadas as informações sobre o equipamento eletrônico, funciona como rastreador ou localizador por GPS.”

O chip, além de identificar os equipamentos, armazena informações importantes relacionadas à escola e contribui para o controle e devolução dos mesmos em caso de roubo.

Já estão comercializando rastreadores tracker por GPS ao preço de R$189,00.
O chip não oferece nenhum risco para o equipamento – informa uma especialista.

Para as escolas é muito fácil localizar os produtos perdidos, basta apenas acionar a polícia ou simplesmente ligar o rastreador e sair procurando, num veículo.

Quem rouba quer vender. Quando o comprador observar que tem chip localizador, não vai querer comprar o produto roubado.

O chip localizador também é de uma  importância muito grande como identificador do produto eletrônico no cadastramento da Escola.

Em caso de perda ou roubo, não deixe de fazer o boletim de ocorrência e a queixa, mesmo que não haja certeza sobre a autoria do roubo.

Equipar a polícia com aparelhagem para rastreamento, não ficaria tão caro assim.

Acham que estou sonhando? Vejam anúncio que encontrei na internet:
Rastreador tracker – Preço R$189,00
Rastreador Tracker, P/ Veiculos ,pessoas E Até Animais

TEMPO REAL  GPS / GSM / GPRS
Gps Tracker - Localizador Rastreador Gsm - Sem Mensalidade
PRONTA ENTREGA
RASTREADOR PESSOAL
ÓTIMO PARA SUA SEGURANÇA
FUNÇÃO DE ESCUTA REMOTA  

USO SUPER SIMPLES: VOCÊ LIGA DE QUALQUER CELULAR PARA O CHIP QUE ESTÁ DENTRO DO GPS TRACKER, AGUARDE ALGUNS SEGUNDOS E RECEBA VIA SMS (TORPEDO) AS COORDENADAS EXATAS DE ONDE SE ENCONTRA O APARELHO. PRONTO AGORA É SÓ IR EM (GOOGLE MAPS) INSERIR AS COORDENADAS E VAI APARECER  NO MAPA O PONTO EXATO ONDE SE ENCONTRA O APARELHO .

SUPER ESCUTA REMOTA ESPIÃ: FUNÇÃO MONITOR ONDE VOCE LIGAR PARA O CHIP QUE ESTA NO APARELHO E ESCUTA SEM NINGUEM PERCEBER O SOM DO AMBIENTE ( MICROFONE INTERNO DO GPS TRACKER)

TAMBEM PODE-SE FAZER RASTREAMENTO EM TEMPO REAL PELA INTERNET (USA-SE GPRS - CHIP DE DADOS DE QUALQUER OPERADORA.)
ESTA FUNÇÃO É MAIS COMPLEXA E EXIGE CONFIGURAÇÕES.

FUNÇÕES DO APARELHO:
·         Monitoramento de crianças, adolescentes e idosos.
·         Monitoramento de animais de estimação.
·         Ótimo para Empresários

·         Mais segurança contra sequestros

·         E muitas outras funções

o    Monitoramento de frotas (sem necessidade de instalação).

o    Monitoramento de veleiros e barcos em águas abrigadas.

o    Rastreamento de pessoas com atitude suspeita.

o    Proteção para autoridades e executivos.

o    Monitoramento de cargas.

 

Cadastro de até 5 números de celulares para envio das SMS
- Permite configurar um limite territorial e o equipamento envia uma SMS com as coordenadas caso saia do limite pré- programado
- Função SOS - Caso o usuário esteja em uma situação de emergência ao apertar o botão SOS o equipamento irá enviar SMS solicitando ajuda a cada 3 minutos para os números cadastrados
- Escuta remota - Permite que qualquer um dos números cadastrados escute o som ambiente de onde se se encontra o equipamento
- Alerta de Movimento- O equipamento envia uma SMS aos números cadastrados caso se movimente ( Segurança de cargas ou veículos)
- Alerta de Velocidade - Permite programar uma velocitade pré definida e caso essa velocidade seja ultrapassada o equipamento envia uma mensagem SMS para os números cadastrados.

Conteúdo
1 x aparelho rastreador GPS/GSM 
2 x baterias Li-ion recarregável
  
1 x carregador de parede 110/220V
 
1 x
 Manual (em inglês) 
1X CAPA A PROVA DAGUA
1 CD INSTALACAO
1 tampa  magnética para fixar aparelho no carro ou moto


Manoel Amaral
Osvandir.blogspot.com.br


sábado, 22 de setembro de 2012

OS PEITINHOS DA PRINCESA



OS PEITINHOS DA PRINCESA
E A BUNDA DAS BRASILEIRAS

Coitada da Princesa, não pode nem mostrar os peitinhos. Aqui elas mostram as bundas todos os dias e não acontece nada, o povo já está acostumado com tanta abundância.

Coitado do povo brasileiro, que mesmo vendo bundas todos os dias, nos jornais, na TV, na internet e tudo continua naquela merda.

O Careca do Mensalão disse que está com medo de morrer. Tem que estar mesmo, mexeu num vespeiro. Ali tem vespas velhas na política, que estão por lá por mais de 30 anos e não largam o poder nem com muita reza “braba”.

No Rio e São Paulo, das caras & bundas, quem mandam são os bandidos. Não vai haver carnaval no ano que vem. Os bicheiros e traficantes não vão financiar as escolas. Agora estão substituindo até a justiça, matando jovens que nunca tiveram nada com a polícia.

E sai o livro “O País dos Petralhas II,” de Reinaldo Azevedo; já li o primeiro e quase morri de indigestão com tanta bandidagem no meio da política. Imagino como deve ser o II.

Não faça tatuagem com o nome do namorado, pode arrepender-se quando tudo terminar. Além do alto preço para apagar é mais dolorido do que para fazer. O ator Johnny Depp, do memorável filme  “Piratas do Caribe,” sofreu muito. Tatuou o nome da namorada: “Winona Forever,” terminou o namoro logo a seguir. Foi mais inteligente de todos, não apagou todas as palavras, apenas duas letras, transformando Winoma para sempre em Wino Forever que quer dizer: Bêbado para sempre. (Veja)_

Vi nuns vídeos da internet umas tatuagens num locais que não posso nem dizer. Muito pornográficos. O que move estas pessoas a fazer uma coisa dessa só Deus sabe por quê.

E por falar na revista, Veja nesta semana a história completa do Mensalão e o envolvimento do ex-presidente. Pretendiam criar um banco para fazer o que as financeiras estão fazendo: emprestar dinheiro aos aposentados e funcionários públicos para descontar em folha de pagamento. Que mina de dinheiro fácil, hein?

E aquelas bobagens do Facebook denominada “meme”, cada vez invadem a diversão dos jovens. Tanto tempo perdido por nada! Deveriam inventar uma coisa mais construtiva.

E o Fantástico conta a história de uma grande pedra semipreciosa, que desapareceu para sempre no meio da bandalheira do contrabando das pedras brasileiras.

E quem diria? O Chávez está metido noutro caso contra o nosso país.
Agora foi encontrado na Venezuela 18 toneladas de tantalita retirada de um garimpo de Guajará-Mirim, em Rondônia. Acredita-se que seria utilizada no programa nuclear do Irã. Imaginem o que estarão fazendo com o nosso urânio.

E a briga sobre o filme, que ainda nem foi feito, sobre Maomé? Dizem que até o trailer foi falsificado pelos fanáticos seguidores do Islamismo. Será?

E o novo livro da autora de Harry Potter, nem é para crianças. J.K. Rowling se separou de Bloomsbury, a editora britânica que a deixou milionária e vai lançar: "The casual vacancy".

E eu nem falei na corrida para comprar o cobiçado Iphone 5, da Apple. A versão de 64 GB. vai custar 399 dólares, nos EUA, por aqui, com impostos e tudo mais, vai sair acima de mil dólaress. Já tem gente até criticando o aparelho pelo seu tamanho em relação aos outros.

E a Apple já está na briga para venda de e-books no Brasil, reunindo as nossas maiores editoras. Não se assustem com os preços. Ninguém está entendendo nada, não era para ser bem baratinho? Ah! A mamata não pode acabar, tem que roer até o osso!

Ô semaninha difícil!

Manoel

Fonte: Jornal Agora de Divinópolis, Programa Fantástico (Globo), Revistas Veja e Isto É, Jornal Estado de Minas, Folha de S. Paulo, The New York Times, The Washington Post  The Guardian.

 

OSVANDIR NA ABIN


“A verdade está lá fora.”
(Arquivo X – Chris Carter)

Osvandir recebeu, na sua caixa postal secreta, um inusitado convite para investigar os investigadores.

Tudo estava acertado que ele apareceria no dia tal, mas havia uma semana que ele já trabalhava no caso, depois  de ver vários filmes sobre espionagens e estudar a matéria em livros, revistas e jornais.

Até o filme “O inimigo mora ao lado”, ele assistiu pela internet. Juntou muito material de James Bond e aprendeu como investigar a  Agência Brasileira de Inteligência (ABIN).

Em conversa com um dos maiorais da investigação brasileira, da Polícia Federal, ficou sabendo que deveria se antecipar aos fatos.

Foi o que fez, se instalou no meio da ABIN, se dizendo novo funcionário concursado. Apresentou as credenciais e documentos falsificados, ao Departamento de Pessoal. Não ouve suspeição de nada.

Ouve uma conversa aqui, pega um documento acolá. Faz uma escuta telefônica. Usa a caneta espiã de gravar, filmar e fotografar.

Preparou o seu relatório. Quando a imprensa descobriu o fato, o espião dos espiões já estava preso. E o trabalho de Osvandir foi essencial para esta captura. Sem ele tudo iria por água abaixo.

Se tais fatos fossem revelados para a imprensa seria uma desgaste muito grande para o órgão de segurança da presidência. Muitas informações importantes e secretas seriam vazadas para grandes revistas. E olha que há tempo que elas trabalham para isso. Ou seja, fazem o seu trabalho para conseguir uma boa notícia semanal.

Chega de mensalão. Esta história já cansou a população. Agora seria novos escândalos. Novas cachoeiras deveriam surgir e mais lama sobre os políticos corruptos.

Aqui é assim: quando querem desviar a atenção (o foco) de algum assunto, revelam um muito pior. Seria só por aqui, ou no mundo inteiro, esta técnica é usada pelos grandes mandatários?

Como já dizia Joseph Goebbells: “Nós não falamos para dizer alguma coisa, mas para obter um certo efeito.”

E a sua frase mais importantes de todas: “Uma Mentira contada mil vezes, torna-se uma verdade.”  Muito utilizada no meio político.

“Uma foto vale mais que mil palavras.” Não viram a história da nudez real? Correu mundo e o serviço secreto inglês correu atrás do prejuízo.

Osvandir estava tentando evitar a punição para o espião. E o conselho dele foi que este  esperto jovem fosse deslocado para posições mais estratégicas.

Se ele, com pouco trabalho descobriu senhas secretas, deveria receber  elogios e não punições. Quem sabe trabalhar deve ser promovido. E além do mais o “véu da noiva não pode ser descerrado,” senão dá um azar danado.

Um segredo desses, indo parar na mão de estranhos, mal intencionados e todo um organismo de segurança seria esfacelado.

Será que existe alguém interessado por trás disso tudo?
No caso da explosão de foguetes na base maranhense de Alcântara havia muita gente interessada que o Brasil não lançasse o seu satélite. Tudo foi pelos ares.

No acidente aéreo com cientistas brasileiros,  pairou uma dúvida muito grande, se aquilo seria uma sabotagem...

Sem falar nas pastas James Bond com os notebooks e documentos altamente secretos da Petrobrás.

É melhor até parar por aqui, a lista é enorme.

O jovem espião dos espiões já foi solto, pagou a fiança. Caso encerrado nesta pasta do Arquivo Y.

Manoel Amaral

domingo, 16 de setembro de 2012




CUIDADO COM O FACEBOOK




“Os sistemas utilizados para o armazenamento de fotos alguns anos atrás nem sempre apagavam as imagens postadas na rede em um período razoável de tempo, ainda que não estivessem mais disponíveis para visualização nos perfis”, afirmou Frederic Wolens, porta-voz do Facebook
.

Se você é um daqueles infelizes que vive postando fotos no Facebook, em blogs ou no antigo Orkut, saiba que mesmo retirando (apagando) os arquivos, eles não são totalmente eliminados.

No mesmo segundo que posta tem uma pessoa do outro lado que já vai copiando tudo e enviando para mil e um amigos.

Ninguém está a salvo disto. É quase impossível aos programas, como Facebook e Orkut controlarem isso.

Neste momento alguém pode estar utilizando o Ctrl “C” e “V” copiando uma linda fotografia sua, tirada na praia.

Outros poderão ainda, estar falsificando o seu texto, assinando em baixo e passando para frente.

Já tive esta desagradável surpresa de encontrar em outro blog uma crônica minha assinada por um tal de José e bem piorada.

As fotos são trabalhadas, de todas as maneiras possíveis, com inúmeros programas utilizados.

Não entendo nada de programação e outros tais, tais, mas sei muito bem que o que publicamos dificilmente sairá da internet, mesmo depois de você tomar os cuidados de eliminar em todos os recantos, há alguma possibilidade daquele arquivo ficar escondido...

Portanto amigos, usuários do viciante Facebook, muito cuidado ao postar qualquer coisa por lá. Principalmente textos difamatórios.

Alguns casos podem gerar processos de indenização, danos morais e muitas outras despesas para o seu já minguado dinheiro.

E o pior: Tem bandidos do lado de lá dos muros das prisões analisando isto tudo com a intenção de chantagear alguém com a finalidade de ganhar uma grana extra.

Cuidado com os falsos sequestros: eles (os bandidos) ligam de uma penitenciária qualquer, fazem umas perguntas básicas, o nome de uma filha ou filho. A seguir voltam a ligar se dizendo ser do Corpo de Bombeiro, e informam que o veículo em que sua filha(o) viajava sofreu um acidente na estrada.

Lógico que você cai como um patinho, sua filha saiu de madrugada para a capital.

Na terceira chamada eles já mudam o tom e dizem que é um sequestro relâmpago, estão com sua adorada filha e exigem R$500.000,00, indicando o local onde deverá ser colocado o dinheiro.

A medida mais correta a tomar é não fazer nada que eles pedem e ir logo perguntando qualquer coisa, desarticulando o bandido. Informar que vai ligar para a polícia a fim rastrear o número do telefone.

No meio deste barulho todo ligue para sua filha e verifique se ela já chegou em casa. Caso afirmativo mande este bandido para “puta que o pariu!” E chame a polícia mesmo!

Manoel Amaral

Abaixo apresento algumas dicas de amigos, que dizem como apagar fotos no Facebook:

Dicas
Uma maneira mais fácil, clique em fotos do lado esquerdo de seu perfil, vá em fotos do perfil, clique na foto, leve o mouse em cima da foto, nisso ira aparecer abaixo da foto opções, vc clica em opções e apaga pronto! Jordean Aguiar

COMO EXCLUIR FOTOS DO FACEBOOK
1º PASSO LADO ESQUERDO CLICAR EM (fotos) QUE FICA ABAIXO DO MURAL E INFORMAÇÕES,
2º PASSO CLICAR EM ( Fotos do perfil),
3º PASSO CLICAR NA FOTO,
4º E ULTIMO PASSO CLICAR NESTE ÍCONE ( * ) QUE SE ENCONTRA AO LADO DO X NA COR CINZA LOCALIZADO NO LADO DIREITO SUPERIOR DA FOTO COM O NOME AO LADO E DEPOIS CLICAR EM EXCLUIR ESTA FOTO, OK? ABRAÇO! Carlos Gomes Cameras Segurança · Rio de Janeiro

Link: http://www.veleirodigital.com/facebook/como-excluir-fotos-facebook.php

domingo, 9 de setembro de 2012




CORPO COLADO

“Esta cola, cola tudo mesmo.”
Osair, primo do Osvandir

Osvandir estava numa viagem de negócios para os lados do Rio Grande do Sul, atravessando aquelas lindas serras gaúchas quando sem mais nem menos o carro derrapou, deus duas cambalhotas, foi atirado a uns 100 metros, caiu num barranco.

Os passageiros sofreram ferimentos por todo o corpo. Um acabou tendo com um enorme corte na barriga, próximo ao umbigo. O outro teve ferimentos nas pernas e nos braços.

O que acontecera?  Teria o motorista dormido ao volante ou foram outros fatores externos?

Osvandir apressou-se em levantar, mas quando olhou estava sangrando na barriga, com um grande corte.

Procurou no porta luvas uma maletinha de primeiros socorros, onde guardava alguns objetos como cortador de unhas, um vidro de Dipirona, esparadrapos, fita adesiva, álcool, comprimidos e um tubo de cola tudo.

Pegou a cola passou no corte, comprimiu com as mãos por uns segundos, depois cortou um pedaço da fita adesiva, aquela marrom de fazer embrulhos e colou sobre todo o ferimento.

No seu colega apressou-se em colocar sobre as feridas algumas gotas de Dipirona Sódica, contra as dores; truque este que aprendera com seu tio. Deve ser usado somente em casos de emergência.

Todos os que por ali passaram e prestaram os primeiros socorros ficaram admirados dos dois estarem vivos, parecia um milagre. O carro ficou com a lataria bem amassada, irreconhecível.

Quando chegaram ao hospital mais próximo, os médicos e enfermeiros acharam muita graça no que o Osvandir fez. Não tinha nada de convencional, mas funcionou.

Um deles até comentou sobre uma notícia que viu nos jornais recentemente. Veterinário colou a pata de um cão com o mesmo tipo de cola que Osvandir usou.

Quanto o uso de dipirona nos ferimentos leves, não acharam que daria algum resultado, mas como o paciente não reclamava de dor, anotaram nos seus caderninhos, e-book, tablet e outros meios de ajudar a memória a recordar de alguns fatos.

O cirurgião chefe disse que “no caso de retirar a cola super bonder da pele é muito simples, basta aplicar acetona no local e esfregar um pouquinho, mas que não poderia ser usado sobre feridas, a seguir lavar a região afetada, com sabonete.”

E Dr. Alvimar acrescentou: “se cair nos olhos lavar com água morna e procurar um médico imediatamente.”

Um veterinário da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Unesp de Botucatu disse que o uso do veterinário colando patas de animais era coisa normal nas clínicas. Tem até um trabalho publicado na internet sobre o assunto.

A proprietária do cachorrinho disse que iria processar o médico porque o animal ficara com as perninhas tortas.

O fato é que tanto Osvandir e o seu colega estão bem de saúde e a cola funcionou, nem cicatriz ficou. Teve apenas alguns problemas para retirar a fita adesiva que aderiu a cola e a pele.

Manoel Amaral
osvandir.blogspot.com.br

quarta-feira, 5 de setembro de 2012

JOÃOZINHO E MARIA



JOÃO, MARIA E A FLORESTA DA INTERNET

Mamãe Esmeralda estava na cozinha. Quando observou as chamas, o gás havia acabado.

Pediu a João e Maria que fossem pegar o carro para buscar um botijão de gás.
-- Não busquem muito longe, tem um depósito aqui por perto.
-- Pode deixar mamãe, vamos voltar rápido!

Na realidade não queriam ir ao centro da cidade, mas a curiosidade falou mais forte e resolveram arriscar.

Para não se perderem fizeram um mapa no GPS.

Já havia escurecido e nada dos dois garotos voltarem.

Os hackers, denominados Pássaros da Floresta, invadiram o computador de bordo e traçaram outro caminho para João e Maria. E nada de encontrarem a sua casa.

Cada vez foi complicando mais. Até que...

Até que João subiu num prédio muito alto e avistou umas luzes, bem longe.
Seguiram as luzes e encontram uma casa especial onde tinha sanduiches, doces, bolachas, pipocas, computadores, internet, jogos, tudo de graça.
A casa era dirigida por uma velha que mais parecia uma bruxa.

Disse aos jovens:
-- Venham cá jovenzinhos! Aqui vão se divertir e comer muita coisa gostosa. Poderão jogar os mais incríveis jogos,  entrar no Facebook e fazer interessantes pesquisas.

Maria achou ótimo, pois já estava muito assustada com os ruídos dos veículos na noite da cidade.

Como os dois estavam morrendo de fome, foram descendo do carro e entrando na misteriosa casa da diversão.

-- Entrem meus amigujinhos, podem comer o que quiserem e jogar ou fofocar pela internet.

Eles entraram e nem se lembraram de avisar a mamãe. Maria até tentou, mas o celular estava fora de área. Na casa deles era como em quase todas as famílias. Eles compram aqueles aparelhos da moda para os filhos, mas não colocam créditos.

-- Amanhã acharemos a casa de vocês – insinuou a malvada velhinha. – Estou com umas camas bem macias para vocês passarem a noite.

Cansados de tanto usar a net, foram dormir e acordaram com o sol a raiar. Olharam para os lados, a maravilhosa casa havia sumido como que por encanto.

No seu lugar havia uma prisão. Um prédio muito velho, numa comunidade da periferia. João atrás das grades e Maria lavando pratos na cozinha.

A velha era traficante de jovens. Vendia por altas somas para quem queria garotos para adoção ou para retirada de órgãos humanos para transplante.

Nisso ouviram uma gargalhada da velha. Alguém viria comprar alguma coisa dela. E lá tinha um papagaio que repetia sempre:
-- Velha malvada, malvada, malvada...
-- Vocês pensaram só no bem-bom? Agora trabalhem até os meus clientes chegarem... E você João trate de ficar bem bonito, porque rapaz feio ninguém quer. E você Maria trate de fazer um jantar especial, vou receber visitas.

Ao passar próximo daquela velha malvada Maria pode reparar que ela enxergava pouco. Quando ia ler o jornal tinha que levá-lo próximo aos olhos.
Para saber se João estava ficando bonito e gordinho pedia para ele mostrar um dedo das mãos.

João muito esperto, já sabendo das intenções da velha, mostrava sempre a fiação do Mouse do computador da cela.

Ela apertava e dizia:
--- Maria! Faça mais comida! Ele tem que engordar.

João já nem sentia fome, queria mesmo era voltar para casa com a sua irmã. Estudou toda a cela, mas a chave ficava dependurada bem longe da porta.

Pediu a Maria para enganar a velha malvada e pegar a chave e destrancar a cela. Eles só pensavam na fuga.

A bruxa apesar da pouca visão conhecia muito bem os jovens e sabia que estavam tramando alguma coisa.

-- Fiquem quietos, parem de conversar. João vá comer bolachas e usar o computador. Tem muitas coisas por aí – disse a Velha.

Maria fazia coisas gostosas, mas João não queria alimentar-se, sua irmã repetia:
-- Você precisa ser forte para sairmos daqui.

Muitas vezes tentou pegar a chave, no que foi impedida pela dona da casa.
Numa noite, enquanto ela dormia, subiu numa escadinha e apanhou a chave e soltou João bem depressa.

Os dois correram e se esconderam na selva de pedra. Entraram na garagem, pelos fundos, pegaram o carro e fugiram em desabalada carreira, daquele lugar maldito.

Quando estava amanhecendo conseguiram encontrar o caminho de casa. Aquele bairro era bem longe.

Esta história Osvandir ouviu de seu avô Osamir.

Manoel Amaral

terça-feira, 4 de setembro de 2012

VAMOS CAÇAR TATU?


VAMOS CAÇAR TATU?


Lua cheia, na zona rural, casal de namorados na varanda:
-- Que lua linda – diz romanticamente a garota.
-- Boa para caçar tatu – responde o rapazola.

Para entender o sentido desta piada que corre na zona rural e mesmo nas cidades, leiam o texto abaixo.

O Zeca convida o seu amigo Joselito para mais uma caçada de tatu, lá no meio do matagal.

Os dois seguem pirambeira abaixo e bem próximo ao rio os dois se separam e cada um vai por um lado.

Daí a poucos instantes o Zeca grita:
-- Achei um Joselito, venha correndo para começarmos a caçada.

O amigo dispara pasto afora e na beira da pequena floresta encontra o Zeca já preparado para enfiar a mão no velho cupim que imagina ter sido escavado naquela noite por um tatu.

O tatu, como todos sabem, quando atacado, crava as suas garras na terra e não sai do buraco “nem a pau.”

Mas o nosso amigo Zeca tem uma técnica especial para caçar tatu. Aprendeu com o seu avô há muito tempo. E vem passando de geração em geração. Todos faziam a mesma coisa.

Ele enfia a mão no buraco, com todo cuidado, pega no rabo do tatu, vai com o dedo anular por baixo e toca as partes íntimas do bichinho. Estes sentindo aquele estranho invadindo a sua privacidade, esquece-se de tudo e se protege enfiando as patas debaixo de sua carapaça. Aí o caçador, mas que depressa, puxa o bicho para fora do buraco e coloca no saco.

Nesta noite os dois não estavam no melhor dia. O lampião não queria parar aceso. Joselito tropeçou num toco de alecrim e quase arrancou a unha do dedão (eles estavam de sandálias havaianas). O outro quase caiu no rio quando tentava achar um cupim.

Zeca não reparou direito, aquele buraco não era novo, já tinha até teia de aranha.

Quando ele enfiou a mão e deu um grito, retirando-a imediatamente, o seu amigo Joselito não entendeu nada. Só  depois que Zeca disse:

-- Fui atingido por qualquer coisa pontiaguda – é que ele entendeu que o seu grande amigo fora picado por uma cobra.

Preparou um pedaço de pau e retirou-a do buraco. Era um cascavel, das grandes.

Na zona rural dizem que “picada de cascavel quando não mata aleija”.

Pegaram as bicicletas e correram para o povoado. Eram seis horas da manhã e posto ainda não estava funcionando. Esperam e esperam, só abriu lá pelas sete e meia que eles foram atendidos.

O Zeca começara a ficar com o dedo roxo. O posto fez apenas um pequeno curativo no dedo anular e encaminhou-os dois para a cidade.

O tempo estava correndo contra a vida de nosso amigo caçador de tatu.

Assim que chegaram ao posto de saúde da cidade o médico perguntou qual era a cobra e foi logo pegando o soro antiofídico.

O profissional da saúde disse que não poderia garantir nada, pois já havia passado várias horas desde a picada e o atendimento.

O que aconteceu foi que Zeca ficou com aquele dedo inutilizado até o dia em que teve de operá-lo, arrancando as falanges, pois já prejudicava os movimentos da mão.

PIRAMBEIRA – Ladeira muito inclinada.

Manoel Amaral