sábado, 25 de agosto de 2012

B. CASSIDY & S. KID - II



B. CASSIDY & S. KID - II

O Trem da Morte

Cansados de aventuras nestas terras, B. Cassidy & S. Kid com sua namorada Pretta resolveram ir para Bolívia.

Cuidaram de passar num posto de saúde de Corumbá e receberam a vacina de febre amarela.

Pretta não tinha carteira de identidade, o que atrasou em um dia na viagem. Puseram um dinheiro extra na mão do rapaz que cuidava dos papéis, enquanto eles descansavam num dos hotéis daquela cidade de Mato Grosso do Sul.

Saíram de Corumbá, num carro velho, foram até Puerto Quijarro e seguiram para Santa Cruz de la Sierra no velho trem.

Segundo as falas de Cassidy, eles poderiam pegar o trem Regional que fazia aquela rota da morte, ali viajariam tranquilos, no meio das galinhas, porcos e outros animais.

Ficaram até admirados, o preço da passagem era muito baixo, mas os bancos eram muito duros.

Seguiram por entre aquelas montanhas por horas e horas. Em cada estação desciam e entravam novos passageiros com suas cargas mais estranhas.
Por esta razão nem notaram que eles levavam duas caixas bem pesadas.


Mas ficaram de sobreaviso com alguns indivíduos parecidos com  bandoleiros mal-encarados dos faroestes.

Kid teve uma dor de barriga e intoxicação com os alimentos bem suspeitos adquiridos nas estações. Muita carne de porco e gordura.

Outra coisa que avisaram é sobre o roubo de bagagem, até tentaram levar uma das malas dos dois, mas não foi possível pelo peso. Pretta acabou perdendo uma bolsa, surrupiada por um menor que sumiu na multidão.

Depois de quase 19 horas e seiscentos e tantos quilômetros de descidas e subidas avistaram as luzes de Santa Cruz de la Sierra.

Manoel Amaral

Nenhum comentário:

Postar um comentário