domingo, 19 de junho de 2011

O MEU CAFÉ

O MEU CAFÉ

"Para alguns uma pequena xícara contendo o néctar
negro com espuma de ouro é um meio de sobrevivência
(Tia Odacir)

Cinco horas da madrugada, levanta cambaleando, tropeçando nos móveis, quebrando o dedo mindinho no sofá da sala. É hora de ir para o trabalho.

O seu tio Osmair já está lá há um bom tempo, passando o café: duas colheres de pó, quase um litro d’água, três colheres de açúcar. Fogo aceso aguardando as primeiras fervuras. Nunca deixa a água ficar muito tempo ao fogo. Se ficar o café fica mais amaro.

As lembranças vão e vêm, lembra-se da vovó Odair lá no sertão de Goiás, nos fins da década de oitenta, quando ainda era criança. Bodoque (estilingue) na mão, ir para o mato caçar passarinho. Banho no ribeirão, pular corda, chicotinho queimado e esconde-esconde, sem contar as intermináveis manhãs soltando papagaio (pipa) lá no pasto, sem nenhuma moto ou fios de rede elétrica para atrapalhar. Até que viesse uma rajada de vento e pronto. O papel e linha engaranhavam naquelas árvores lindas que já não existem mais...

Café é estimulante, trás boas lembranças. Os políticos não podem nem pensar no café. Saiam bem cedo, de fazenda em fazenda, não tinham garrafa térmica. Quando o candidato chegava era café que não acabava mais, requentado. O que salvava a situação eram os biscoitinhos cozido, escaldado, sequinho, bolos de fubá e aquele de amendoim. Uma infinidade de iguaria no meio do sertão. Tinha até um bolo com nome engraçado: o tal de Mané Pelado (?) feito de mandioca (aipim). Passavam até a receita pra gente:
Ingredientes
  • 900 gramas de mandioca ralada fina
  • 1 xícara de queijo Minas ralado
  • 3 colheres de sopa de margarina
  • 2 colheres de sopa de óleo de soja
  • 4 ovos
  • 2 xícaras de açúcar
  • 1 vidro de leite de coco
  • 1 xícara de coco ralado
Modo de preparo
Esprema a mandioca para retirar um pouco da água.
Bata os ovos inteiros até espumarem.
Junte o açúcar e bata de novo.
Misture o queijo, a manteiga e o óleo na mandioca.
Adicione os ovos batidos, o leite de coco e o coco ralado e mexa bem até misturar todos os ingredientes.
Unte uma forma de bolo com margarina e enfarinhe.
Asse o bolo até começar a dourar.

Lá o mato tem todo tipo de receitas naqueles velhos cadernos das vovós. Agora não tem graça, está tudo na internet. Naquele tempo aqueles livrinhos eram um tesouro, passavam de mão em mão.

Café é assim, tem que ser tomado na hora ou no máximo, meia hora depois, do contrário está velho.
Mandaram o Osvandir buscar pó no supermercado e ele ficou naquela indecisão: Café Uno coração, dois corações ou Três Corações? Consultou o repositor de mercadoria, aí ele deu uma lição sobre o café.

Disse que depende do terreno e o tipo. Tem um preto chamado robusta (mais conhecido como Conilon) e o arábica. Para o pó ficar bom tem que haver uma mistura, meio a meio dos dois. As fazendas são muitas, mas a maioria está com as multinacionais, para exportação. As grandes indústrias descentralizam, produzem e empacotam em várias regiões do pais.

O Brasil é um grande produtor e exportador de café. Os industriais faturaram US$ 240,469 milhões até maio de 2011.

Algumas marcas com nome curioso: Pilão, Grão de Ouro, Camelo, do Ponto, do Bom, Qualquer Um, Louco por Café, Pingo de Ouro, Damasco, Maratá, Nescafé e 3 Corações.

Você pode usar o Tradicional, o Fort, Solúvel, Superior ou o Puro. Quem resiste a um cafezinho expresso, cremoso ou um cappuccino?

Manoel Amaral
Leia outros contos, artigos e crônicas do autor.

3 comentários:

  1. Olá!
    Vim conhecer o seu espaço e agradecer a visita ao meu.
    O texto que vc comentou, sim, tem tudo a ver com o programa que vc citou.
    Um grande abraço!

    ResponderExcluir
  2. Obrigado Carmélia,

    Fui mesmo ao seu espaço pensando encontrar coisa diferente, indicado por alguém, mas encontrei muito mais: literatura genuina.

    Abraço

    ResponderExcluir

  3. Tem muitas bebidas, sorvetes e doces à base de café: Café Cointreau, Café doçura, Café com cítricos, Café Don Juan de Kahlúa, Café Vienense, Noturno, Butterfly, Chocolate café, Porto Café e Carolinem, Irish Coffee, Café santo Antônio, Hot Moka, Licor de café com gengibre flambado, Coffee shake. Pegue a receita na internet de cada um no seguinte link: http://culinaria.terra.com.br/galerias/0,,OI11908-EI36,00.html

    Mande uma curiosidade sobre café que incluiremos aqui.

    Manoel

    ResponderExcluir