quinta-feira, 22 de outubro de 2009

OSVANDIR E A SENHORA DE CRISTAL VI - FINAL


Capítulo VI - Final
O Fim da Cidade Senhora de Cristal


Aquele simples movimento tornou-se grande demais para os que o defendiam.

A luta foi cruel, grandes equipamentos ultra-modernos, nunca utili-zados, agora foram enviados para aquele rincão.

Até o Prefeito foi assassinado, bem como os grandes líderes. A popu-lação em polvorosa, sem saber para onde ir, muitos refugiaram-se na caverna da Senhora de Cristal.

A guerra acabou, a população foi totalmente dizimada por bombas, tiros de canhão e incêndios. Cinquenta mil soldados contra vinte mil pessoas totalmente desarmadas e indefesas. O massacre foi terrível. Não pouparam nem crianças e os velhos. Muitas mulheres com medo de cair nas mãos dos soldados, pulavam no grande desfiladeiro.

A cidade não se rendeu, lutou até o fim!
A desilusão para os vencedores foi muito grande.
Não havia ouro, só cadáveres,!

E lá na gruta, sobrou uma Senhora de Cristal, que ao meio-dia espalhava lindas luzes coloridas por todos os lados.

E um homem saiu da gruta, fortalecido, e começou a construir uma nova casa seguindo os antigos alinhamentos das ruas...
E tudo começou novamente...
MANOEL AMARAL

Um comentário:

  1. Oi Manoel. blz?
    É a história se repetindo.
    neste caso, em 2050.
    Antes foram no ano -0-
    E quantas vezes ela se repetiu antes do ano -0-? Quantas vezes ela se repetirá ainda, após 2050?
    Podemos concluir que vida nada mais é que uma "máquina xerox". que vai se copiando, se copiando, até quando né.
    Bom, deixando de lado a filosofia, rsrsrsrs, esta sua história pode até virar filme.
    Ficou muito boa mesmo. Você pode até, ja que esta na moda, fazer uma triologia.
    Olha, fazendo um filme com sua história, com certeza alguém fará uma imagem de cristal, e dirão que é N.S. Do Cristal, e fará até milagres.
    O povo quer acreditar, precisa só que deem um empurrãozinho. rsrsrsr
    Ficou muito legal.
    Você podia mesmo transformá-la em roteiro.
    Abraços e tudo de bom.

    ResponderExcluir