terça-feira, 20 de janeiro de 2009

OSVANDIR E O UFO ESTRANHO

Osvandir passeava de carro pela cidade, a chuva caía. Nas nascentes do rio um temporal desabava.

O rio encheu, excedeu, subiu mais de 5 metros. A Pracinha estava toda alagada. Até aqueles lindos canteiros que ali existem, ficaram quase cobertos pelas águas.

O velho pontilhão de ferro da Ferrovia Centro Atlântica – FCA, estremecia com grande o volume das águas que alcançavam a Ponte logo abaixo, na entrada para o Bairro.

O espetáculo era muito emocionante. A qualquer momento os carros teriam que parar de atravessar a ponte. Osvandir deu sorte, conseguiu passar, mesmo com muita água.

Quando atingia a segunda rua transversal resolveu descer e voltar ao centro da cidade. Assim que virou o veículo, visualizou um grande objeto balançando no espaço.

Apavorado, parou o carro junto ao meio-fio. Abriu o vidro da janela do lado do motorista, não acreditou!

Era o teto de um posto de combustível!

 

Manoel

Fonte Foto:


Nenhum comentário:

Postar um comentário