sábado, 29 de março de 2008

OSVANDIR E A BOLA PRETA

BIG BANG BOST II (BBB) – 1ª TEMPORADA

“O futuro pertence aos sonhadores” (Osvandir)


Quando todos estavam preparando-se para dormir, um barulho muito grande foi ouvido lá no meio do canavial.

Seria um monstro a sacudir aquelas matas ao redor da ilha?. Dr. Jackello, Kate, Papai Lockerroni e Charlie Garrafinha foram verificar o que era aquilo.

Andaram na mata, desceram a vala, subiram até certa altura do morro, onde havia uma fumaça preta. De início nada foi encontrado.

Assim que Osvandir pulou um pequeno riacho seco, viu ao longe um torvelinho. Correu muito e conseguiu chegar primeiro ao local.

O que viu deu para impressioná-lo: uma enorme bola preta, parecia queimada, atravessada por um cano maciço, com inscrição dos números 4, 8, 15, 16, 23 e 42 além de alguns desenhos da antiga civilização Inca. Havia uma espécie de fita isolante de uns 10 cm de largura cobrindo-a por todo lado.

Com toda precaução Osvandir mediu a radioatividade do terreno próximo e do estranho material, vindo não se sabe de onde. Achou interessante, o impacto do objeto não causou muito estrago no terreno.

Dr. Jackello disse tratar-se de um pedaço do avião, uma turbina, ao que Marcão Locke não concordou , achava que o material seria parte de um estudo secreto sobre magnetismo do Exército Americano.

Charlie Garrafinha, apelido que ganhou logo no início quando chegou a ilha porque ficou encarregado de abastecer o pessoal com água potável, informou que já tinha visto coisa parecida no meio da sucata de materiais dos “Outros”, quando esteve no seu Acampamento.

Tão logo o pessoal foi chegando, ouviram um barulho de passos no canavial. Kate assustada deu o alarme:

___Algumas pessoas vestidas de branco, com armas nas mãos, estão vindo.

Dr. Jackello agarrou Kate e sairam correndo por entre colunas de pedras e logo foi seguido pelos amigos.

Os “Outros” já vinham preparados com uma espécie de maca para o transporte da bola preta. Juntaram tudo, inclusive os pequenos fios e saíram dali com a maior rapidez.

Quando Charlie Garrafinha estava enchendo as garrafas d’ água, apareceu Michael Felipe com seu o filho Walt e o cão Vincent, que também ficaram assustados com o fumacê lá no alto da serra.

O dia já amanhecia e já haviam chegado ao seu acampamento na beira da praia, ao lado daqueles destroços do Avião Oceanic Airlines, vôo 815.

Estavam todos tomando o lanche da manhã e contando as novidades da noite anterior e o caso da estranha bola preta, de repente um avião Airbus, verde e amarelo, começou a fazer um pouso forçado no canavial... (continua)

Manoel

quarta-feira, 26 de março de 2008

OSVANDIR NO BBB8

BIG BANG BOST

Osvandir numa noite destas em que viajava de helicóptero, despencou lá de cima e caiu no mar...
Nadou, nadou e sabem onde foi parar? Isso mesmo, na ilha de BOST...
Como na vida de Osvandir nada tem sentido, sabem o que ele encontrou? Quatorze pessoas desesperadas tentando permanecer na ilha.
Abaixo seus nomes e algumas características para identificação:
! – Charles Garrafinha – Músico que não toca e fica escrevendo letras em seus quatro dedos.
2 – Dr. Jackello – Médico, Psiquiatra e Pediatra. Ninguém sabe, mas ele é homossexual. Enche o saco de todo mundo com perguntas e mais perguntas.
3 – Papai Lockarroni – Salva todo mundo e sabe muito bem utilizar a faca... na cozinha.
4 – Claire Natélia – É loura, burra, boa e bonita (bbb), a chamam de NAT.
5 – Katiana – Seu grito de guerra é Kat. Não fala coisa com coisa...
6 – Pretão – Anda sempre na ilha acompanhado de seu filho e o cachorro. Detesta quando o chamam de Negão.
7 – Izabele – Mais conhecida por Gisbel, tem coisas no seu passado que ninguém sabe...
8 – Jaqueline Charlotte – Uma cientista louca e de boca grande, zoiuda.
9 – Galego Gordo – É aquele gordinho que ganhou o prêmio da Megasena.
10 – Nikki Talita – É casada com Jin, o casal de chineses.
11 – Bianka Juliet – Cheia de tatuagem. Mais perdida que cachorro em dia de mudança.
12 – Juliana .... – Aquela loura que fica exibindo a todo momento e ainda diz que é tímida.
13 – Nandão Sawyer – Fica sempre na cola da Nat. Burrão, machão e mandão.
14 – Alex Sayd – Entende de rádio...

Os outros são o Bejamin Bilau e os demais que aparecem na ilha vindos não se sabe de onde.

(Continua a qualquer momento)
Manoel

sábado, 22 de março de 2008

OSVANDIR E O LOBISOMEM

Abro o jornal “A Folha de São Paulo” e a notícia: NOVO TREMOR DE TERRAS NO NORTE DE MINAS. Há muito tempo que o Nordeste do país e o Norte de Minas vêm sofrendo com os abalos sísmicos. No ano passado na região de Caraíbas houve, em 24 horas, 162 tremores.

O povo supersticioso, abalado com estes acontecimen-tos, chega a sexta-feira da paixão, amedrontado.Qualquer barulho é motivo de preocupação.

Na rádio a música de Zé Ramalho, “Mistério da meia-noite”, põe todo mundo de sobreaviso:
“Mistérios da meia-noite
Que voam longe
Que você nunca
Não sabe nunca
Se vão se ficam
Quem vai quem foi
Impérios de um lobisomem
Que fosse um homem
De uma menina tão desgarrada
Desamparada se apaixonou
Naquele mesmo tempo
No mesmo povoado se entregou
Ao seu amor porque
Não quis ficar como os beatos
Nem mesmo entre Deus ou o capeta
Que viveu na feira”

A lenda do Lobisomem é contada de rua em rua, boteco em boteco, roda de amigos e em família. Uns dizem que o lobisomem se transforma à meia noite de sexta-feira, em uma encruzilhada, é metade lobo e metade homem. Sai procurando sangue, adora um galinheiro. Ao amanhecer ele procura a mesma encru-zilhada para voltar a ser homem.

Em algumas regiões dizem que o lobisomem deve percorrer sete cemitérios até o amanhecer, para voltar a ser humano. Caso contrário ficará em forma de besta para sempre.Para matar o lobisomem só bala de prata ou fogo. Uns até acreditam que ele nunca pode ser morto, pois se transforma em outro animal qualquer.

Se alguém for mordido por lobisomem e não conseguir a cura até a 12ª badalada do sino da velha igreja matriz da cidade, ficará assim para toda a eternidade.

Mas hoje vamos contar uma versão diferente, não é aquela que a sétima criança em uma seqüência de filhos do mesmo sexo, tornar-se-á um lobisomem, ou aquela da sucessão de sete mulheres, ou ainda outra que diz que o sétimo filho homem de um sétimo filho homem se tornará a fera.

A nossa história foi contada pelo culto Professor Osvaldo Catarino Evaristo, de Belo Horizonte, que na década de 70 residia em São Gonçalo do Pará. “Por volta de 1700, na época do ouro e da escravidão, muitas fazendas tinha escravos para cuidar do garimpo ou da plantação. Trabalho duro, pesado, de sol a sol. Os escravos mais fracos morriam logo nos primeiros dias de trabalho. Muita doença nos sertões de Minas.

A febre do ouro fácil foi tomando conta de todos. Os fazendeiros tratavam mal aos escravos, pouca comida e muito trabalho. Namorar moças de outras fazendas, nem pensar. Foi aí que surgiu a idéia de um preto velho para aliviar a pressão sobre os jovens. Criou uma fantasia de pele de lobo guará, muito bem feita e passou para seu filho e disse:
__ Vai filho, coloque a fantasia e procure o seu amor na próxima fazenda.

Ao ouvir aquela história o Osvandir foi ficando curioso, queria saber mais...

O rapaz seguiu caminho, encontrou com alguns fazendeiros e capatazes, escondeu-se atrás de uma moita. Quando pensou que tudo estava bem, foi saindo devagarzinho, mas foi visto por um fazendeiro que assustado sacou a velha espingarda e deu um tiro que acertou na perna da fera. Caça daqui, procura dali, mas o lobo escapuliu...

No outro dia um comentário na senzala assustou a todos: uma fera, um homem lobo foi encontrado nas divisas das fazendas “Buracão” com “Água Podre”. O fato foi assunto para o resto do mês.

Com a divulgação para outras paragens, através dos negros dos quilombos, tudo foi ficando mais fácil para o namoro entre eles.

Um dia, o namorado não apareceu para a bela mulata Marina, da Fazenda do Brejo Seco, ali bem próximo do Arraial do Ouro. Ela tinha a fantasia que foi preparada por sua mãe, uma bela manta com pelos dourados. Resolveu ir a procura do namorado. Sexta-feira 13, lua cheia, céu bem claro que parecia dia.

A jovem com pouca experiência de seguir pelo mato afora, esqueceu-se do perigo que corria para aquelas bandas para onde ia. Era o local próximo do garimpo, com gente trabalhando dia e noite.

Num descuido, a moça tropeçou nuns galhos secos, o Capataz pegou o seu Arcabuz, ou seria um Bacamarte? Não sabemos. O tiro foi certeiro, e a fera tombou ao lado daquela grande árvore de gameleira.

Ao aproximar-se, o homem viu aquele lobo estirado no chão. Cutucou com a ponta de uma vara e algo se mexeu, deu o último suspiro. O tiro foi certeiro, no coração.

Quando o Capataz foi verificar o lobisomem, teve uma surpresa: por baixo de tantos pelos de um lobo guará, estava morta uma linda mulher... era a lobismulher...

= = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = =
Fonte: www.wikipédia.com.br
Folha de São Paulo
Vale a pena ler:
http://contoselendas.blogspot.com/2004/12/lobisomem.html
http://www.famiglia.barone.nom.br/index67.htm

sexta-feira, 21 de março de 2008

OSVANDIR RESPONDE AOS LEITORES

1 – O que a Britney Spiers tem, que as outras mulheres não têm?

Osvandir – A loucura...

2 – O Rafinha vai ganhar o BBB-8?

Osvandir – Claro, já estava no script da Globo...

3 – O que aquela chata da Natália está fazendo lá até hoje?

Osvandir – Porque ela é Bem Bobinha e Bonita (BBB).

4 – Você recebeu o daqueles diplomas falsos pelos Correios?

Osvandir – Diploma falso só para idiotas que querem levar vantagem... Quem quiser diploma universitário deve estudar muito, ouviu crianças?

5 – E os tremores de terras no Nordeste e em Minas, você foi lá?

Osvandir – Não! Mas pretendo verificar o assunto brevemente...

6 – Você esteve mesmo em Riolândia - SP em Fevereiro ou Março?

Osvandir – Estive e constatei que o que houve por lá pode acontecer em qualquer canavial.

7 – Qual a sua verdura preferida? (Paulo da Ufovia)

Osvandir - Brócolis

8 – Qual o programa de TV você assiste?

Osvandir – Chaves.

9 – O que você só vê na TV da Venezuela?

Osvandir – Chavez.

10 – O Pepe Chaves mora em Contagem e o Fábio?

Osvandir – Betin... nassi.

11 – Não sei se fico na Ufobia ou na UFOrodovia, o que você acha? Sumo (África)

Osvandir – Não acho nada! Eu estou na ViaOvni...

12 – Comprei um azeite de oliva marca Torre de Belém (Portugal), adorei!

Osvandir – Aqui 80% é óleo de soja!

13 – O que foi feito da Kelly?

Osvandir – Foi apanhar Lima.

14 – Uma frase de pára-choque de caminhão?

Osvandir - “As mulheres perdidas são as mais procuradas” .

15 – O que a Globo ganha com o BBB?

Osvandir - Muito dinheiro, cada vez que vocês mandam um torpedo ela embolsa uma nota! Ganha mais com a publicidade, um faturamento de mais ou menos R$350 milhões, isso mesmo! Esse valor daria para fazer 350 BBBs pior que esse. As despesas da casa são cobertas pelos valores arrecadados com os torpedos, cerca de R$300.000,00 (trezentos mil reais), foi o que li na revista Veja. Quem for bom matemático calcule quantas casas populares daria para fazer com essa dinheirama toda!

16 – O que é Cartão Corporativo?

Osvandir – Um cartão de crédito como estes que você usa e paga a conta, só que o Corporativo quem paga as contas é o Governo, isto é, nós pagamos as contas.

17 – Você vai candidatar-se a Vereador ou Prefeito?

Osvandir – Não é hora de falar em candidatura, pode prejudicar o candidato, só falaremos depois de 05 de julho, está bem?

18 – Qual o livro que você está lendo atualmente?

Osvandir – O Caçador de Tripas... Brincadeirinha, estou lendo várias obras!

19 – Porque a autora do Harry Potter não vai escrever mais sobre o assunto?

Osvandir – Quando ela lançou o primeiro livro, já tinha todos os outros escritos e interessante que as primeiras editoras procuradas recusaram o seu trabalho, sabiam? Agora ela vai escrever histórias policiais, com outro personagem.

20 – Quem vai ganhar o BBB-8?

Osvandir - Pode ser o ufólogo Osvandir... O pobre do Rafinha... A desbocada da Natália... A dorminhoca Gisele ou o fanfarrão papai Marcão. Qualquer um, vai depender da Globo.

terça-feira, 18 de março de 2008

OSVANDIR E A SEMANA SANTA

Quando chegava março ou abril, o Osvandir ficava alegre, era época de arranchar na cidade: seu pai e seu tio Osmair alugavam casas por um ou dois meses e as mães vinham antes, com os filhos mais novos.

Era época de assistir, participar e comemorar a Semana Santa.
Começavam os preparativos para grande festa móvel, de acordo com calendário e a lua, também muito procurada pelas cidades vizinhas no longo feriadão.

A lua era cheia, a iluminação elétrica uma porcaria e tinha uma procissão, para a qual, mandavam apagar as luzes, era só clarão da lua e das velas.

Nas fileiras de acompanhamento das procissões, os homens iam do lado direito, as mulheres do lado esquerdo, nada de rapazes seguirem juntos com as garotas; os namorados também eram separados, os guardiões estavam lá devidamente uniformizados para fiscalizar tudo.

Os meninos pingando vela nos dedos e sujando a roupa.
Um acidente de percurso alvoroçou a meninada: uma menina descuidou-se e incendiou o cabelo de uma mulher que estava a sua frente na procissão.

O Vigário, em sua eloqüência, falava sobre a vida de Cristo e as mulheres em lágrimas, escondiam o rosto no véu branco.

Os barrancos eram poucos para o povo. A Praça do Jatobá estava lotada. As bananeiras do quintal do Senhor João serviam de abrigo contra o sereno da noite.

Nesses dias o comércio faturava muito, vendiam de tudo, para aquele povo faminto, que vinha da zona rural, tomar conta da cidade.

Na casa onde o pequeno Osvandir se hospedava via-se pregado na porta da sala, a oração "Breve de Roma" e uma folha com anotações de datas de aniversários da família: Mariquinha, 02 de janeiro; Joãozinho, 7 de julho...

No grande quintal, próximo à bica, um canteiro de macela e outro de cebolinha e salsa. Mais ao fundo, próximo do brejo uma plantação da cará. O cará substituía a atual batatinha, que era rara, produto de luxo, na época.

A beira de uma velha estrada tinha aquela lagoa para a meninada refrescar-se.
Na semana santa, o pai do Osvandir trazia do armazém do português bigodudo e bonachão, Sô Joaquim, uma caixa de bacalhau da Noruega e distribuía para as pessoas da família.

A caixa de madeira, normalmente de taboas pinho com belas listras marrons, era utilizada para fazer os troles das crianças, que viviam descendo e caindo pelas ruas com aquelas “maquinas quentes”, como diziam.

As crianças, nesses dias escutavam as velhas histórias de lobisomens, mula sem cabeça, saci pererê, sexta-feira 13, cemitério fantasma e morriam de medo do capeta.

Na rua principal da cidade um inveterado consumidor de álcool cantava:
“Muié num bebe desta pinga, que eu te dou uma saia preta,
Saia preta, curuz capeta, marido, eu quero é beber da pinga...”

Fim da festa agora era hora de recolher os trecos e voltar para a fazenda para mais um ano de trabalho pesado.

sexta-feira, 14 de março de 2008

OSVANDIR NO REINO DA ESPIONAGEM

REINO DA ESPIONAGEM

Tudo começou quando Osvandir recebeu um email de um amigo dizendo que estava precisando de dinheiro, pois tinha sido atacado por hacker de alta periculosidade e todos os dados de seu computador haviam sido copiados, inclusive suas contas bancárias. Os arquivos de alto valor no mercado de ações, desenhos industriais, um livro já totalmente concluído, fotos comprometedoras, cartas, artigos, estudos, planos e projetos. Tudo fora transferido para outras mãos. A sua empresa estava falida...

Osvandir, precavido como ele só, desconfiou do assunto... Investigou na rede, nos fóruns, no Orkut e ficou sabendo através de Nuno, de Portugal, que aquilo era o mais terrível vírus já lançado na net. Recebeu então o seguinte Email:

“Atenção! Perigo à vista!

Está circulando na internet uma nova fraude .... Roubam teu endereço Hotmail, mudam a senha e, através do messenger e e-mail entram em contato com todos os teus amigos, obviamente fazendo se passar por você, dizendo que você está com grandes problemas econômicos e que você precisa urgente de um empréstimo, pedindo que depositem o dinheiro em uma determinada conta corrente, ou então pedem um número de cartão de crédito ou documento similar (REPITO, sempre no TEU nome, como se fosse você ). Alterando a senha você não terá como entrar nas tuas mensagens para alertar aos teus contatos.
Fale com todos os seus amigos que NÃO ACEITEM o contato Sonia_cabrilis de Hotmail porque é um vírus que formata teu computador e se for aceito por algum contato teu, automaticamente você estará infectado!
Copie e envie esta mensagem para todos os teus contatos !
PRESTE MUITA ATENÇÃO ! !!
Como se não bastasse, você pode receber um e-mail Power Point chamado “la vida es bella” (la vita è bella) que aparentemente é inofensivo, mas, NÃO ABRA DE MANEIRA NENHUMA E CANCELE-O IMEDIATAMENTE!!! Se este arquivo for aberto, teu monitor te mostrará uma mensagem que diz “já é tarde demais, a vida não é mais bela!”. Em seguida você perderá tudo o que tiver no computador e o remetente da mensagem terá acesso ao teu computador em teu lugar, acessará seu e-mail e tudo o mais! Este é um novo vírus que começou a circular na rede sábado passado. Temos de fazer DE TUDO para bloquear este novo vírus!
A UOL já confirmou sua periculosidade e os software antivírus não conseguem detê-lo. O vírus foi criado por um hacker que se auto-define o 'dono da vida' e o seu objetivo é o de destruir os computadores domésticos para lutar contra a Microsoft, por isso usa a extensão . pps.
ENVIE ESTA MENSAGEM A TODOS OS TEUS CONTATOS, ASSIM PODEREMOS AJUDAR UNS AOS OUTROS !!!
Nuno Alves

De posse desta mensagem Osvandir tratou logo de bloquear estas indesejáveis e destruidoras mensagens, até que recebeu de um amigo a notícia que o seu nome estava circulando na net solicitando dinheiro para sua próxima aventura na Antártica.

A mensagem era a seguinte:

Caros Amigos,

Vou fazer nova viagem em busca dos UFOS, na Antártica, como fui assaltado, tive todos os meus dados saqueados, os bandidos não perdoaram nem minhas ações, venderam meu gado, levaram tudo de valor. Ainda deixaram uma mensagem:

“Quando for adquirir o seu antivírus ESCOLHA a Empresa “SURIVITNA”, do contrário estará perdido. VC não conseguirá fazer mais nada. Todos os seus dados serão levados. E da próxima levaremos até o seu computador...

TFOSORCIM”

Osvandir notou que o nome da empresa era a palavra antivírus escrito de trás para frente, bem como a assinatura dava como resultado Microsoft. Ficou muito emocionado, estaria a empresa de Bill Gates envolvida em tudo isso.

Há bom tempo já desconfiava que as empresas de antivírus estariam sempre lançando vírus no mercado. Uma eterna agonia, cada uma querendo “comer” a outra: A Microsoft querendo comprar o Yahoo; o Google também. O Bill oferecendo U$44.600 milhões de dólares, equivalente a R$78,18 bilhões de reais. O Google oferecendo ajuda, pois juridicamente não poderia adquiri-la... É a situação do mercado! As grandes empresas sempre abocanhando as menores, como tubarão faminto em alto mar.

Abro o Jornal e lá está: “A Microsoft diz no seu comunicado que o mercado é dominado por uma única entidade, mas que a união com a Yahoo poderá dar aos consumidores uma escolha concorrencial. Um terço de toda a publicidade na Internet é da Google. Em segundo lugar afastado vem a Yahoo com 15% do mercado. A proposta da Microsoft inclui uma compra em dinheiro e em ações. Em relação ao valor da Bolsa, oferece mais 62% para cada ação da Yahoo.“

A Microsoft ameaça ainda a administração da Yahoo de, em caso de recusa, apelar diretamente aos acionistas do grupo “de modo que tenham a oportunidade de perceber o valor da nossa proposta”.

No meio disso tudo, o internauta está acreditando mesmo na compra da Yahoo, alguns com medo disso tudo já começam a migrar para outros tipo de Email, como o GMAIL, que é da Google.

Várias histórias fantásticas já percorrem a rede. Cada uma tentando convencer o internauta que é verdade. Somos todos reféns das grandes empresas.

Quando digitava estas frases surgiu na tela um aviso: “TENTATIVA DE INTRUSÃO BLOQUEADA!”, era mais um vírus tentando atacar o meu computador...

sexta-feira, 7 de março de 2008

OSVANDIR NO CANAL GNT

Olá Manoel,

Um amigo revelou-me que o Osvandir foi entrevistado pela Marília Gabriela no canal GNT para comentar o assunto `ufos canavieiros´ e o ´ufos subterrâneos de Contagem´ , mas infelizmente o programa foi censurado pela ABIN pois "revelava para a sociedade um possível novo líder conspiratório contra o sistema, equipado com informações comprometedoras".
Nossos informantes que no momento antes do "telefone tocar", estavam presente na ilha de edição, me passaram a transcrição do final da entrevista onde ela faz um ping-pong com o entrevistado e o Osvandir como sempre detonou com respostas sábias revelando novas facetas de sua complexa personalidade.
Não deixe de colocar no blog.

Abraço

Fabio

TRANSCRIÇÃO FINAL DA ENTREVISTA COM O OSVANDIR FEITA
NO PROGRAMA DA MARÍLIA GABRIELA
1) Uma cor: Ultra violeta.
2) Uma comida que te agrada: Sanduiche de lagarto.
3) Uma bebida: Cachaça de alambique de Riolândia.
4) Um sonho: ver os militares da FAB abrirem os arquivos sobre ufos.
5) Um momento difícil: diarréia em avião.
6) Um medo: ter a cabeça encolhida pelo índios Jívaros.
7) Um lembrança de infância: quadrinhos do Zefiro
8) Um desafeto: George Adamski
9) Um sonho de consumo: disco voador modelo esporte de Bob Lazar
10) Seu ídolo: UfoPhil o grande mentor dos ufólogos.
11) Time de futebol que você torce: Kosovo Futebol Clube.
12) Banda preferida: Banda Larga
13) Uma pessoa que você gostaria de levar para uma ilha deserta: chef Gordon Ramsey.
14) Ideal feminino: Zeta-reticulianas, são magras e falam pouco.
15) Uma pessoa que te inspira: Capitão Kirk
16) Uma pessoa para quem você não daria carona: Dr. Spock
17) Viagem que você gostaria de fazer: viagem no tempo.
18) Um local inesquecível: Usina de Chernobyl
19) Um caso ufológico marcante: Caso Varginha
20) Um filme que te emocionou: ET
21) Um filme de terror: Contatos imediatos do 3o grau
22) Um arrependimento: não ter aceitado o convite de ser consultor da revista Ufo Magazine.
23) Objeto que você gostaria de ganhar de Natal: Ufo Detector Wireless
24) Uma tese sua: que Papai Noel pode ser na realidade um ser híbrido de outra galáxia.
25) Um momento romântico: Vigília em noite de eclipse lunar.
26) Tipo de pessoa que te irrita: pessoas implantadas.
27) Uma pessoa que você suspeita que pode ser ET: Fidel Castro
28) Um amigo: cachorro.
29) Um inimigo: gato, sou alérgico.
30) Um esporte : dama.
31) Um passatempo: cubo mágico de Rudnick.
32) Uma dor que te acabrunha: dor de cotovelo.
33) Uma coisa para realizar antes de morrer: aprender falar aramaico.
34) Programa perfeito: Windows XP.
35) Elvis está vivo ou morto: Vivíssimo e morando na Argentina
36) Melhor presidente que o Brasil já teve (na sua opinião): Presidente Kennedy
Para finalizar:
37) Qual o maior mal que o mundo possui: Malboro

OSVANDIR E O CHUPA-CABRAS

OSVANDIR E O CHUPA-CABRAS

Osvandir foi chamado às pressas até o Estado de Pernambuco, mais precisamente na cidadezinha de São Vicente Ferrer. Ferrer é um termo antigo, abreviatura de Ferreira.

Acontece que um animal feroz e esquisito estava atacando galinhas, gatos, cachorros, bezerros e cabras, bebendo apenas o sangue, era o chupa-cabras.

O medo tomou conta de São Vicente Ferrer, no agreste de Pernambuco e o motivo é o aparecimento de animais mortos em sítios e fazendas da região, quase todos os bichos são encontrados com marcas de dentes no pescoço.

Osvandir entrevistou várias pessoas na cidade entre elas um proprietário de um jumento:

__Há cerca de duas semanas encontrei meu jumento agonizando no mato, estava com a veia do pescoço furada e sagrando, ainda estava quente. Na madrugada da última quinta-feira, de uma só vez, o animal misterioso, matou vinte e cinco ovelhas da Fazenda Boa Vista, que é aqui por perto.

Osvandir foi até a fazenda Boa Vista e escutou do caseiro:

__Acordei por volta das três horas da madrugada com os berros da cabra. Na tentativa de salvar o animal, dei um disparo de espingarda. A cabra, ficou no local, o animal misterioso sumiu com o tiro, foi um dos poucos animais que sobreviveu ao ataque do chupa-cabras.

__O que aconteceu depois?

__Quando cheguei mais adiante deparei com uma cena aterrorizante: Dos 31 animais deixados na noite anterior, 25 sangravam. Muitos estavam mortos e outros agonizavam, alguns deles recém-nascidos, os seis sobreviventes ficaram feridos, completou o caseiro.

“A lenda do Chupa-cabras deve-se à descoberta de várias cabras mortas em Porto Rico com marcas de dentadas no pescoço e o seu sangue alegadamente drenado. Segundo a UFO Magazine (Março/Abril 1996) foram denunciados mais de 2.000 casos de mutilações de animais naquela região atribuídos ao chupa-cabra.”

“Em todos os casos, os animais eram encontrados quase sem sangue. O jornalista porto-riquenho Arnaldo Garcia passou a apresentar relatos e depoimentos em seu programa. Como a maior parte dos animais mortos eram cabras, Garcia inventou o nome chupa-cabra.”

“Espalhou pelo mundo, alegam que o Chupa Cabras seria um animal de estimação dos ETs, ou ainda, fruto de uma experiência genética também dos ETs, ou então, uma experiência genética que deu errado nos EUA. Fato é que há vários relatos de pessoas sérias que afirmam ter visto o tal animal, e apesar dos esforços para capturá-lo, até hoje ninguém conseguiu nem sequer uma foto do bicho.”

É um mistério. Ninguém conseguiu explicar ainda quem é o responsável pela morte de animais de pequeno porte em áreas rurais de São Paulo, Minas Gerais e Paraná. Não que estes animais nunca tenham sido alvo de carnívoros mais agressivos, mas é que este tem uma maneira nada convencional de atacar suas vítimas. Cabras, ovelhas, galinhas e bezerros têm aparecido mortos, sem sangue, sem os órgãos principais – retirados por pequenos orifícios – e muitas vezes sem orelhas, patas e focinhos. O estranho animal age geralmente à noite de forma silenciosa e deixa poucos rastros. Os corpos mutilados das vítimas – em geral fêmeas prenhes – não apresentam vestígios de luta.

Veterinários investigaram alguns casos e os atribuíram a cachorros do mato e pequenas onças. As histórias do Chupa-Cabra começaram a chegar ao Brasil em 1996, mas o fenômeno só ganhou as manchetes no ano seguinte, na cidade paulista de São Roque.”

Quando Osvandir estava preparando para ir para casa, viu na esquina da cidade um Senhor vendendo churrasquinho. Foi até lá e pediu um de carne de porco. Viu um tipo de lingüiça diferente, mais grossa e de cor mais escura. Perguntou ao vendedor ambulante o que era aquilo e ele informou que era o tal de “chouriço”.

__Não conheço este tipo de tira-gosto, falou Osvandir.

__É feito apenas de sangue cosido, em tripas de porco...

Osvandir ficou encabulado, sangue desaparecido dos animais, “chouriço” fresquinho na esquina...

FONTE: O Diário de Pernambuco, br.geocities.com/clivert75/cabra.html - 26k, http://br.answers.yahoo.com/question/index?qid=20070128060300AAlSdfH&show=7, http://www.bokadoinferno.hpg.ig.com.br/romepeige/lendas/chupa.html

sábado, 1 de março de 2008

OSVANDIR E O UFO DE ITAÚNA

O UFO DE ITAÚNA
Foi em 2006, em Itaúna, quando estávamos no seminário sobre ufologia, um ufo apareceu para o Paulo Aníbal e o Rafael Amorim, bem no centro da cidade.

Era discóide, branco, não expelia fumaça e nem fazia barulho. Ia tranqüilo de Leste para Oeste, em linha reta, sem nenhuma alteração.

De posse de um possante binóculo Paulo Aníbal vasculhou o espaço a procura de mais detalhes e foi logo dizendo:
__ Ele está passando agora entre aqueles dois fios do poste, mas muito alto, agora foi coberto por uma nuvem. No momento aproxima-se da Serra mais alta da cidade.

Ia por aí descrevendo os mínimos detalhes do objeto voador que atravessava a cidade.
Fomo ouvir as palestras de Dra. Lígia, do Pepe Chaves, do Márcio Mendes e o ufo foi esquecido, mas Aníbal ficou lá...

Saltando para a data atual, vimos pela TV e Jornal Estado de Minas, que a Prefeitura de Belo Horizonte, acaba de aprovar Lei proibindo o uso de sacolas plásticas no Município.
Em Cuiabá já existe tal lei desde 2005, no Rio de Janeiro também, nos EUA, no Japão e alguns países da Europa já existe esta proibição há muito tempo.

A cidade de San Francisco, nos Estados Unidos, tornou-se a primeira metrópole americana a proibir o uso de sacolas de plástico em grandes supermercados e farmácias.

O plástico é elemento altamente poluidor do meio ambiente, estimando-se em décadas a sua decomposição.Acrescente-se a isto o fato de contribuir enormemente para o entupimento das galerias de água pluviais, provocando inundações e investindo negativamente contra o bem estar da população.

Em Belo Horizonte a notícia agradou ambientalistas, mas recebeu críticas de empresários e de pessoas mais conservadores, que desconfiam das políticas de esquerda da cidade.

As sacolas plásticas são difíceis de reciclar, poluem parques e rios e ocupam cada vez mais espaço em depósitos de lixo. Os plásticos entopem o sistema de esgoto das cidades e contribuído para um aumento em inundações.

Alguns se preocupam, no entanto, com a possibilidade de que os supermercados adotem sacolas de papel, que afetariam o meio ambiente de outra forma, já que mais árvores teriam de ser cortadas para atender à demanda.

O único recipiente “ecológico” disponível atualmente é a sacola de plástico oxibiodegradável. Ela é produzida da mesma forma que a tradicional, a partir de derivados do petróleo, mas contém um aditivo que acelera a deterioração. Em vez de se decompor em até 400 anos, leva de três a 18 meses para se esfarelar. A diferença é que o material se desintegra em milhares de pequenas partículas, em vez de continuar inerte. “Na prática, espalha-se com mais facilidade e pode contaminar rios e plantas”, afirma a gerente do Centro de Tecnologia de Embalagem do Instituto de Tecnologia de Alimentos (Ital), órgão do governo paulista, Eloisa Garcia.
Secretário-executivo da organização não-governamental Compromisso Empresarial para a Reciclagem (Cempre), dedicada à promoção do reaproveitamento de resíduos, André Vilhena esclarece que o aditivo – uma espécie de catalisador – contém metais pesados, como chumbo e cadmio. “Por isso, esse tipo de sacola pode ser ainda mais tóxica”, diz, acrescentando que a solução mais adequada é estimular o consumo consciente das embalagens e aumentar o percentual reciclado no país.

A intenção é sinalizar para o comércio a necessidade de adotar embalagens que causem menos impacto à natureza.

Osvandir, lendo isto tudo lembrou dos velhos tempos de seus pais e tios em Goiás e disse:
__ Se a intenção é causar menos impacto à natureza que tal voltar a usar as sacolas de papel e de tecido? O plástico é terrível, aonde o homem ainda não chegou, ele já está lá!

Voltando a 2006, Paulo Aníbal, com toda sua sabedoria ufológica descobriu os segredos do Disco Voador:
__ Trata-se de uma sacola plástica inflada pelo vento. Só descobrimos porque ela caiu ali perto da linha de trem de ferro.

Manoel
= = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = =
Temos o modelo do Projeto de Lei sobre proibição das sacolas plásticas, caso alguém se interesse pelo assunto, é só contatar-nos: manoel.amaral@gmail.com